Duas alegrias em uma única festa: Irmã Benigna e Monsenhor Domingos cada vez mais perto da honra dos altares

Duas alegrias em uma única festa: Irmã Benigna e Monsenhor Domingos cada vez mais perto da honra dos altares

Com grande alegria, a Arquidiocese de Belo Horizonte, a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade e a Associação dos Amigos da Irmã Benigna comunicam que o Papa Francisco, nesta sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022, autorizou a promulgação do decreto que reconhece as Virtudes Heroicas da Serva de Deus Benigna Victima de Jesus.

Até o momento, ela era reconhecida como “Serva de Deus”. Agora, com o título de Venerável, caminha, a passos largos, ao próximo passo: o processo de beatificação.

A declaração do Decreto de Venerável significa que Irmã Benigna viveu, em grau heroico, as virtudes cristãs da fé, da esperança, da caridade, da fortaleza, da humildade, da prudência, da justiça e da temperança.

Mas quem foi esta grande mulher? Em vida, já era chamada de santa. Nascida na cidade de Diamantina, MG, no dia 16 de agosto de 1907, foi acolhida na Glória dos Céus no dia 16 de outubro de 1981. Religiosa da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, a Venerável Benigna Victima de Jesus dedicou sua vida à caridade e à oração. Seu processo diocesano de beatificação foi aberto em 15 de outubro de 2011 e, hoje, encontra-se no Vaticano.

Sua relíquia se encontra no Recanto Monsenhor Domingos, em Caeté, MG, aonde os fiéis acorrem para orações, súplicas e agradecimentos pelas graças alcançadas por meio de sua intercessão e podem, ainda, visitar o Memorial Irmã Benigna com sua relíquias e memórias.

O seu tempo não era seu; fazia orações prolongadas, caminhava longas distâncias para ir ao encontro das pessoas, carregava sacolas pesadas de doações para saciar a fome dos pobres e atendia, com generosidade e prontidão, as necessidades dos aflitos. Com simplicidade, fundamentava toda a sua ação apostólica na repetida frase “Jesus tem pressa!”.

Com essa mesma inspiração, de que Jesus tem pressa, seus fiéis devotos perseveram em  orações e promovem ações solidárias. Anunciar a promulgação desse decreto significa a reafirmação do compromisso evangélico com o cuidado e o acolhimento da vida dos mais necessitados. Façamos, então, memória, orações e ações, neste momento, pelas vítimas das chuvas na cidade de Petrópolis.

A notícia não para por aí. A Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, anuncia o encerramento da fase diocesana do processo de beatificação de seu fundador, o Servo de Deus Domingos Evangelista Pinheiro, que, agora, também segue para o Vaticano.

No próximo dia 05 de março de 2022, às 11h, no Recanto Monsenhor Domingos, em Caeté, MG, realizar-se-á a Missa em Ação de Graças pela concessão do título de Venerável Benigna Victima de Jesus e de encerramento da fase diocesana do processo de beatificação do Servo de Deus Domingos Evangelista Pinheiro, presidida pelo Arcebispo Dom Walmor Azevedo de Oliveira.

Será um momento de muitas bênçãos e graças, que desejamos compartilhar com todos os devotos e com toda a sociedade.

Venham rezar conosco!

Madre Teresa Cristina Leite

Publicada a primeira imagem da Serva de Deus Irmã Benigna

Publicada a primeira imagem da Serva de Deus Irmã Benigna

“A Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade – CIANSP – e a Associação dos Amigos de Irmã Benigna – Amaiben – apresentam, para conhecimento dos amigos e devotos, a primeira imagem de Irmã Benigna em 3D. No momento, com o processo de Beatificação da Serva de Deus Benigna está em andamento, não é permitida a veneração dessa imagem, por esse motivo a mesma não possui auréola.
Ela foi modelada a partir das fotos da Irmã Benigna. Sua produção começou em meados de setembro de 2019, com um esboço feito pelo designer Isaac Pereira Carneiro, do Ceará, que, a partir do desenho em 2020, fez a produção e impressão da primeira imagem 3D, pintada pelo artista Paulo Horta, de Sete Lagoas. Essa imagem acabou não sendo aprovada pela Amaiben, e em 2020 um novo modelo 3D foi feito pelo designer Cícero Moraes e impresso pela “dOne 3D”, sendo pintado em 2021 pelo escultor e pintor Vanderley Campos Sena, de Belo Horizonte.”

A Serva de Deus Benigna Victima Jesus, fiel religiosa que viveu corajosa e ardentemente o carisma congregacional das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, correspondeu, com sua vida e seu exemplo, ao projeto libertador que motivou Monsenhor Domingos a fundar Congregação.

Muito embora sua imagem não ostente uma auréola, uma vez que ainda não é autorizada sua veneração pela Igreja, esta criação que ora apresentamos a todos os seus fiéis devotos e amigos traz, em cada detalhe, a memória das marcas com que a Serva de Deus nos inspira diariamente ao serviço, à caridade, à generosidade e ao atendimento a Cristo em seu projeto de libertação do ser humano e promoção da vida.
A imagem da mulher de pele negra reafirma a valorização da mulher, especialmente, da mulher negra, da qual se origina o carisma fundacional da CIANSP, lembrando-nos de que devemos combater todos os tipos de escravidão e preconceito, a exemplo de Irmã Benigna que é prova viva, testemunha dessa realidade, com sua prática libertadora da pessoa humana.
Seu rosto traduz a esperança e o acalanto suave que sua presença sempre trouxe àqueles de quem se aproximava e que, até hoje, permanecem vivos na devoção de seus fiéis e amigos, que têm suas vidas cheias de alegria, ânimo e coragem com sua amorosa presença. Seu sorriso largo, que contagiava e envolvia, levando as pessoas à oração e ao fortalecimento da fé, está emoldurado no rosto forte da mulher que revela o próprio Deus com sua vida.
Na mão direita, o pão. O pão da caridade representando o povo que tem fome. Irmã Benigna tinha os braços marcados por carregar diversas bolsas de donativos que recolhia incansavelmente para levar aos mais pobres, aos enfermos e aos necessitados. O pão que ela reparte com tanto amor alimenta o corpo e dignifica a humanidade.
Na mão esquerda, leva o terço, representando sua vida de oração e a devoção à Nossa Senhora. Além da caridade, a fé é, também, esteio na vida de Irmã Benigna. Ela rezava fervorosamente sem, no entanto, jamais deixar de trabalhar para dignificar as pessoas. Em suas ações, lembra que o pão e a dignidade não podem faltar.
Levar uma bolsa a tiracolo era um costume da Serva de Deus que a imagem nos mostra, trazendo-nos, à memória, seu reconhecimento como a Santa da Fartura. A ela acorriam desde os mais humildes até grandes empresários que se sentiam fortalecidos ao testemunhar a confiança que Irmã Benigna depositava na providência divina para a resolução de problemas e consolo nas aflições. Suas orações ternas e carinhosas apontavam o caminho para a prosperidade.

O crucifixo vem lembrar o compromisso com a missão evangelizadora da Igreja. Irmã Benigna era e ainda é uma grande evangelizadora. Ela não ficava dentro de casa, ia ao encontro das pessoas, especialmente dos necessitados, assim como o Papa Francisco nos conclama a fazer e como a AMAIBEN, de uma forma bonita e profética, reproduz com sua presença evangelizadora na Igreja, reforçando o compromisso do cristão que deve estar no meio do povo e ao povo levar Deus e sua palavra.
O hábito próprio da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade representa a vida consagrada, da qual Irmã Benigna é testemunha no coração de cada uma de nós, religiosas.

Com imensa felicidade, alegria e gratidão, em nome da CIANSP, apresento a cada fiel devoto e amigo da Serva de Deus a primeira imagem da Serva de Deus Benigna Victima de Jesus.

Com imensa felicidade, alegria e gratidão, em nome da CIANSP, apresento a cada fiel devoto e amigo da Serva de Deus a primeira imagem da Serva de Deus Benigna Victima de Jesus.

Com imensa felicidade, alegria e gratidão, em nome da CIANSP, apresento a cada fiel devoto e amigo da Serva de Deus a primeira imagem da Serva de Deus Benigna Victima de Jesus.

Por Madre Teresa Cristina Leite – Superiora Geral das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade

 

CIANSP Notícias N.º 2 – Edição destaca primeira imagem de Irmã Benigna

CIANSP Notícias N.º 2 – Edição destaca primeira imagem de Irmã Benigna

Clique aqui, e faça download do CIANSP Notícias N.º 2

Irmã Benigna

Irmã Benigna

Abertura Oficial do Processo de Beatificação.

O processo, contendo quase mil páginas foi recebido pelo Chanceler da Congregação da Causa dos Santos, o Bispo Giacomo Pappalardo.
Louvemos a Deus por esse importante passo no processo da nossa querida Ir. Benigna e peçamos a sua intercessão.

 

WordPress Lightbox Plugin